Ordem de Porcionamento

Este é um processo destinado ao gerenciamento da atividade chamada Ordem de Porcionamento.

O processo apresenta a mesma estrutura da Ordem de Transformação, porém com formulários próprios, pois os apontamentos e relatórios são distintos.

Ordem de Transformação X Ordem de Porcionamento

Uma Ordem de Transformação será utilizada para transformar várias matérias-primas em outros produtos de venda (final) ou subprodutos, como o caso da produção de massas, molhos e demais pré-preparos.

Já a Ordem de Porcionamento é destinada para porcionar itens, como peixes e carnes.
Do processo de porcionamento, serão gerados:

  1. Produtos finais, de uso na cozinha;
  2. Subprodutos;
  3. Subprodutos que serão armazenados e servirão como matéria-prima em outras composições;
  4. Itens de venda direta;
  5. Perdas decorrentes do processo.

1.0 Configuração

Para a utilização do processo de Ordem de Porcionamento serão necessárias algumas configurações no sistema, conforme o que se segue.

1.1 Cadastro de Tipo de Ordem de Porcionamento

Formulário onde serão cadastrados os tipos de Ordem de Porcionamento a serem utilizados.

(ADM|Cadastro|Básicos|Tipo de Ordem de Transformação/Porcionamento)

1.2 Configuração do Tipo de Ordem de Porcionamento por Empresa

Formulário utilizado para registrar as configurações do tipo de Ordem de Porcionamento por empresa e os depósitos (ADM|Cadastro|Configuração ADM|Por Empresa|Aba “Transformação/Porcionamento”).

Origem: onde será registrada a saída do item porcionado.

Destino: onde será registrada a entrada dos itens resultantes do porcionamento.

Campo Atribuição
Empresa Empresa a ser configurada no processo de porcionamento.
Ordem de Transformação Verificar Manual de Ordem de Transformação
Ordem de Porcionamento Tipo: tipo de Ordem de Porcionamento que será sugerido no lançamento do processo de porcionamento. Pré-cadastrado em: ADM|Cadastro|Básicos|Tipo de Ordem de Transformação x Porcionamento.

Origem: Depósito onde será registrada a saída do item porcionado.

Destino: Depósito onde será registrada a entrada dos itens resultantes do porcionamento.

1.3 Cadastro de Percentual de Rendimento do Item

Formulário onde deverá ser registrado o percentual de rendimento padrão dos itens a serem porcionados (ADM|Cadastro|Cadastro de Item|Complemento).

Outra configuração importante é selecionar a opção “Utiliza Lote” para o item a ser porcionado caso o mesmo apresente controle de lotes. Os itens resultantes também deverão apresentar esta configuração caso gerem lotes após o processo de porcionamento.

1.4 Cadastro de Itens Gerados

Formulário onde serão cadastrados todos os itens que podem ser gerados a partir processo de porcionamento (ADM|Itens|Botão “Porcionamento”). Deverão ser informados os itens que poderão ser gerados a partir do item principal e seu percentual de rendimento:

Importante: para os itens que apresentem ficha técnica não será habilitado o botão “Porcionamento”.

Campo Atribuição
Item Item que será porcionado.
% Rendimento Padrão Apresenta o rendimento cadastrado no item no botão “Complemento”.
Item Itens que poderão ser gerados a partir do item principal.
% Rendimento Porcentagem de rendimento do item resultante. Este rendimento é o considerado como Rendimento Padrão do Item (R.P.).

2.0 Lançamentos

2.1 Lançamento da Ordem de Porcionamento

No processo de Ordem de Transformação, poderão ser utilizados somente itens que tenham uma ficha técnica, ou seja, como a transformação é uma reunião de insumos para produção de um item, a transformação somente poderá ser de um item com ficha técnica.

Já o processo de porcionamento somente será utilizado para itens que forem configurados no cadastro de Itens (ADM|Cadastro|Itens|Porcionamento). A partir de um insumo podemos gerar vários itens diferentes.

Exemplo: um frango pode ser desmembrado e obtermos a carcaça, peito, coxa e sobrecoxa. Ou seja, de um único produto são produzidos diversos outros que entrarão no estoque com suas respectivas unidades de medida.

Para realizar o lançamento da Ordem de Porcionamento:

Passo 1: acessar ADM|Lançamento|Monitor Ordem Transformação/Produção. Informar o item que deseja porcionar”.

Passo 2: clicar no botão “Executar”. Será apresentado na grid:

Campo Atribuição
Item Item que será porcionado.
Descrição Descrição do item porcionado.
UN Unidade do item porcionado.
Qt. Em Estoque Quantidade do item em Estoque (Saldo Atual)
Qt em Pedidos Quantidade do item porcionado em pedidos de venda.
Qt em Produção Quantidade do item porcionado com Status= Ativo.
Estoque Futuro Saldo futuro do item. (qt em estoque- qt em pedidos- qt em produção).

Passo 3: Selecionar o item na grade e clicar no botão “Gerar OP”. Será apresentado o formulário “Gerar Ordem de Porcionamento”, onde deverá ser informada a quantidade de insumos retirados do estoque para uma determinada produção.

Ao gerar a Ordem de Porcionamento, será apresentado o formulário de Ordem de Porcionamento, registrado com as informações pré-configuradas, como depósito de origem, depósito de destino, tipo de ordem de porcionamento, entre outras.

Para poder alterar as informações, o campo “Custo por Ordem”, na configuração do tipo de movimento, não poderá estar marcado.

As únicas funções habilitadas neste formulário é a de impressão da Ordem de Porcionamento ou a de emissão de etiquetas dos itens porcionados, após sua conclusão no monitor de Ordem de Porcionamento (ADM|Lançamentos|Monitor de Ordem de Transformação x Porcionamento|Produção|Concluir).

2.2 Impressão da Ordem de Porcionamento sem apontamento

É possível realizar a impressão do relatório sem apontamentos para que o usuário informe manualmente a quantidade e o peso gerado para servir como base para apontar posteriormente no sistema.

2.3 Apontamento da Ordem de Porcionamento

Para realizar os apontamentos da Ordem de Porcionamento, pressionar o botão “Produção” na tela “Monitor de Ordem de Transformação/Porcionamento”. Serão exibidas todas as ordens de porcionamento “ativas” para o item. Selecionar a Ordem de Porcionamento na tabela de itens e clicar no botão “Apontar”.

Outras funções disponíveis no formulário são: cancelar as Ordem de Produção ativas e imprimir.

Será apresentado o formulário Apontamento da Ordem de Porcionamento, onde serão listados, na grade, os itens que poderão ser gerados a partir processo de porcionamento do item principal.

Campo Atribuição
Empresa Empresa onde está sendo registrado o apontamento da Ordem de Porcionamento.
Nr. O.P. Número da ordem de porcionamento gerada.
Peso Abertura Peso real utilizado na Ordem de Porcionamento. Exemplo: 10 kg de Frango
Item a Porcionar Serão apresentados os dados da abertura da OP, sendo solicitados:

Item: item a ser porcionado. Exemplo: 34495- Frango kg.

Peso: peso real porcionado (obrigatório), quantidade sugerida na abertura do apontamento. Campo para inserir o peso real utilizado na Ordem de Porcionamento. Exemplo: 10,00 kg

Lote: campo onde deverá ser informado o lote de saída do item porcionado. Exemplo: Lote1. Somente poderá ser utilizado um lote por porcionamento, segundo as regras da ANVISA.
Será obrigatório caso o campo da configuração ADM|Cadastro|Configuração|ADM por Empresa esteja selecionada.

Dt. Validade: data de validade do lote do item porcionado. Exemplo: 12/04/2016. Esta data não pode ser inferior à data da Ordem de Porcionamento.

Observação: observações em relação ao item a ser porcionado.

Produção / Rendimento Espaço destinado ao registro dos itens produzidos. A grade será gerada com base nos itens configurados no Porcionamento, na tela de itens. Poderá ocorrer que um ou mais iten não sejam produzidos. Neste caso, estes ficarão com valores zerados, tanto na quantidade quanto no peso.

Item: apresenta o código dos itens que podem ser gerados no porcionamento. Exemplo: 1000986, 1001451, 1001798.

Descrição: descrição do item resultante. Exemplo: coxa, sobrecoxa, asinha.

Qtd.: campo onde deve ser informada a quantidade produzida do item resultante no processo de porcionamento. Exemplo: 20 unidades de coxa e sobrecoxa, 20 unidades de coxa, 0 unidades de asinha.

Peso: campo onde deve ser informado o peso total do item utilizado no porcionamento. Exemplo: 4,800 kg de coxa e sobrecoxa, 5,00 kg de coxa, 0 kg de asinha.

Peso Médio: é calculado automaticamente a partir da divisão do peso total pelo número de peças produzidas. Dessa forma, é apresentada a média unitária dos itens gerados na Ordem de Porcionamento. Exemplo: 4,800 kg/20 un = 0,24

Refugo/Perdas: Estes parâmetros poderão ser informados para um produto somente e obrigatoriamente pelo peso.

Peso: será calculado automaticamente como resultado da expressão: (Peso a Porcionar Somatório dos pesos de Produção). Ou seja, este valor sempre será a diferença entre a entrada do item e a produção dos itens. Exemplo: Peso Total do Item porcionado = 10 kg – quantidade total produzida em kg: 9,800 kg = 0,200 kg. Não é permitida a alteração da quantidade de peso neste espaço, tampouco do percentual.

%Perda: cálculo realizado para demonstrar a porcentagem de perda durante o processo de porcionamento. Exemplo: 2%

Lote: campo onde deve ser informado o lote dos produtos resultantes. Caso um dos itens configurado como“ lote e que seja obrigatório”, é necessária a informação do lote para o registro da entrada de estoque. Exemplo: Lote 1.

Dias Validade: campo onde será apresentada a quantidade de dias da validade do produto.

Dt. Validade: campo onde deve ser informada a data de validade do lote. É obrigatório caso algum item resultante possua a configuração de controle de lote. Exemplo: 12/04/2016.

Observação: campo para inserir observações em relação à produção da Ordem de Porcionamento.

Obs.: Caso algum item da lista não seja gerado durante o processo, deverá ser atribuída quantidade zero ao mesmo.

É obrigatória a inserção da quantidade na coluna “Quantidade” e do peso total do item gerado na coluna “Peso”.

Após o preenchimento de todos os apontamentos, clicar no botão “Gravar”. Para concluir a Ordem de Porcionamento, clicar no botão “Concluir”.

Ao concluir uma ordem de porcionamento:

  1. É encerrada a Ordem de Porcionamento, não sendo mais possível realizar alterações na mesma;
  2. É registrada saída do estoque de origem do item porcionado;
  3. É registrada entrada no estoque de destino dos itens resultantes e
  4. Será habilitada a opção de emissão de etiquetas.

A partir do botão “Etiquetas”, informar a quantidade de etiquetas que deverão ser impressas por item resultante.

A impressão será realizada para ser afixada aos produtos produzidos. Como não é possível controlar a quantidade de etiquetas por embalagem, será apresentada a lista dos produtos produzidos e será solicitada a quantidade de etiquetas necessárias. Será utilizado o impressor de etiquetas padrão.

Modelo de Etiqueta

Ao consultar a razão físico do item porcionado:

Consultando razão financeiro do item porcionado:

Consultando Razão Físico dos Itens Resultantes:

Relatório Ordem de Porcionamento após conclusão da Ordem de Porcionamento (ADM|Relatório|Ordem de Transformação|Porcionamento)

2.4 Cálculo do Valor Unitário dos Itens Produzidos

Valor total do Item Porcionado: Quantidade em kg da Ordem de Porcionamento x custo do kg

Fórmula de Cálculo do Valor da Perda: essa fórmula somente apresenta o valor da perda resultante do processo de porcionamento. É calculada da forma abaixo:

Valor da Perda: Quantidade de Perda * Custo por Unidade do Item Porcionado

Exemplo: 1,0000*13,2450 = R$13,2450

Fórmula de Cálculo da Apropriação da Perda no Custo Unitário: esse cálculo é realizado para apropriar o valor da perda no custo dos itens resultantes.

Custo com Absorção da Perda = Valor Total do Item Porcionado/Quantidade de Produção do item Porcionado = 13,2450*10 kg/9,0000 = 14,7167

Novo Custo por Unidade do Item Resultante: (Custo com Absorção da Perda * Peso Total do Item Resultante)/Quantidade do Item Resultante =

Item 1000986 = (14,7167*4,0000) /20 = 2,9433

Item 1001451 = (14,7167*5,0000) /10 = 7,3584

Quadro do Resumo Final:

Campo Atribuição
Valor por Kg Valor por quilo do insumo no momento em que foi encerrada a Ordem de Porcionamento (custo médio do kg do item a ser porcionado). Exemplo: R$13,2450
Peso total a ser porcionado Peso total do item utilizado no porcionamento. Exemplo: 10 kg
Rendimento Total Soma de toda a produção em quilos. Exemplo: 9,0000 kg
Refugo/Perdas Peso do item Porcionado. Somatório dos pesos de produção. Exemplo: 10 kg – 9,0000 = 1,0000
Valor Líquido por Kg Valor por quilo após refugo (absorvendo o refugo/perda). Valor Total do Item Porcionado/Quantidade de Produção do item porcionado: 13,2450*10/ 9,0000= 14,7167
Refugo/Perda Porcentagem de Refugo/Perda.
Rendimento Rendimento da Produção.

Obs.: O valor unitário apresentado nos itens produzidos refere-se ao custo médio do item após a conclusão do processo de porcionamento.

Após a geração do cálculo CMV (ADM|Custos|Cálculo CMV), os custos dos itens serão atualizados para serem considerados nas próximas Ordens de Porcionamento.

2.5 Relatórios do Processo de Porcionamento

2.5.1 Relatório Perdas por Porcionamento

Apresenta as informações de consolidadas pelo período informado de itens porcionados.

2.5.2 Relatório Porcionamento por Item

Apresenta as informações consolidadas pelo período informado e/ou número das Ordens de Porcionamento dos itens resultantes.

Tags