Manual Técnico de Integração – MLO

Introdução

Esse manual apresenta as configurações necessárias para a integração com PDV’s e a tela de transação do monitor de lojas no MLO (Monitor de Lojas).
Destina-se a equipe técnica da ACOM Sistemas para compreensão do processo de integração de seus registros no Banco de Dados EVEREST.

MLO

O MLO é um programa de monitoramento os arquivos de transações das lojas, apontando os erros de processamento, a falta de importação e os arquivos processados que estão encontram-se  integrados com o Sistema EVEREST.
O Monitor de Lojas (MLO) não precisa ser executado através do MEU.exe.

1.0 Processo de Configuração do MLO

Para acessar, é necessário clicar no módulo mlo e clicar em Cadastros > Bandeiras.

início

1.1 Bandeiras (MLO > Cadastros > Bandeiras)

A primeira configuração necessária para integração dos arquivos de PDV, com EVEREST é o cadastro de bandeiras, que deve ser realizado individualmente, para cada uma das lojas que apresentem PDV´s diferentes.

1

Cada PDV apresenta seu código próprio de Bandeira, dessa forma, para o cadastro das bandeiras no EVEREST, é necessário solicitar aos PDV’S, os códigos e descrições das Bandeiras.
Para lojas que apresentem o mesmo PDV, é possível realizar a duplicação do cadastro das bandeiras, a partir do botão “Duplicar“.

IMPORTANTE:
– Os códigos e descrições das bandeiras devem ser exatamente conforme cadastrados no PDV.

1.2 Código de Desconto (MLO > Cadastro > Código de Desconto)

O Código de Desconto não é fornecido por todos os PDV’s, nos arquivos de venda, mas quando fornecem é possível acompanhar os registros de descontos lançados nos PDV´s, a partir dos relatórios do MLO, exemplo: 507-  Relatório Vendas Integração PDV.

2

1.3 Código de Cancelamento (MLO > Cadastro > Código de Cancelamento)

3

São registros dos PDV´s , divididos em duas categorias:

ANTES DA PRODUÇÃO: códigos de cancelamentos que caiam nesta categoria, normalmente não baixam estoque. Exemplo: um produto cancelado na comanda, mas que não gerou perda.
PÓS-PRODUÇÃO (Perda): códigos dessa categoria, se referem aos produtos que não podem ser reaproveitados, como por exemplo um refrigerante que foi aberto.
IMPORTANTE:
– Código de Cancelamento e Código de Desconto:
são informações que devem ser solicitadas aos pontos de venda (PDV), pois alguns possuem esses códigos e outros não.

1.4 Configurações (MLO > Cadastros > Configurações)

Esse formulário é o mais importante do processo de configuração, pois a partir do mesmo são registradas as configurações necessárias para dar início ao processo de integração dos arquivos dos PDV´s.  No processo de integração dos arquivos, a partir destas configurações dos parâmetros, são validados quais lançamentos serão realizados no Sistema EVEREST, como por exemplo: Movimenta estoque? Gera título?  Gera movimentação de caixa? Gera movimentação de custo? Para qual adquirente será gerado o título a receber? E entre outros parâmetros.
IMPORTANTE:
– Somente após estas configurações é possível solicitar à ACOMTEC a configuração do robô de integração (ACOM Service)
– A configuração deve ser realizada para cada empresa que irá utilizar o integrador. A necessidade de preenchimento dos campos é validada conforme o tipo de integração que vai ser usado.

4Configuração MLO:

Campo Atribuição
Empresa Empresa que receberá os arquivos.
Depósito Depósito onde será registrada a integração das movimentações de baixa de estoque.
Validar Custo O padrão dessa opção é estar sempre marcado e caso não queira validar o custo de um item, é só desmarcar. Um exemplo para desmarcar essa opção é quando você quer que todos os itens entrem no movimento de estoque, mesmo que eles não tenham um custo configurado no sistema.
Se a opção  geração do movimento de estoque estiver marcada, essa ação somente ocorrerá após todos os itens do movimento terem um custo cadastrado no EVEREST.
Integrar Vendas para NFC-e Utilizado para realizar a integração de estoque através do XML da nota fiscal. O processo funciona assim: os XML’s que chegam durante o dia são processados durante a noite e então são agrupados para gerar o movimento de estoque. Quando essa opção está marcada, não são gerados no EVEREST os movimentos financeiros, somente os de estoque.
Gerar Movimento Itens Cancelados Essa opção também vai depender do PDV, pois nem todos possuem as informações necessárias cadastradas. O padrão dessa opção é desmarcado e quando essa opção estiver marcada, será possível gerar os movimentos de itens cancelados.
Ao marcar a opção, a aba Tipo de Movimentos X Cancelamentos, será habilitada e nela é necessário vincular um tipo de movimento de estoque de saída com o código de cancelamento do PDV.
Exemplo: se existirem 5 códigos de cancelamento, mas apenas 2 baixarem o estoque, serão configurados apenas aqueles que baixarem o estoque.
IMPORTANTE:
– Os tipos de movimentos aqui utilizados devem ser cadastrados com a opção de movimento de perda marcado.
Gerar Financeiro para Descontos Quando marcar essa opção, é habilitada a aba Tipo de Desconto e nela é possível definir qual o código de desconto e o que quer fazer com isso, como lançar um título a receber ou um lançamento no caixa. Essa função faz a mesma coisa que a configuração de tipo de pagamento, só que através do código de desconto do PDV.
Integrar Movimentos Por padrão, esta opção vem marcada e quando estiver marcada através dos arquivos, serão gerados movimentos de estoque, movimento financeiro e movimento fiscal para a empresa configurada. Quando desmarcada, apenas gerará movimentos de MLO para serem utilizados como consultas e cálculos de royalties.
IMPORTANTE:
– Para franquias, essa opção deve ficar desmarcada.
Tipo do Movimento Vendas Um tipo de movimento utilizado para a integração de baixa de estoque.
Série Série considerada para registro do movimento dos itens.
Gerais São informações usadas para o financeiro. Ao gerar um título ou lançamento em caixa, são consideradas essas configurações.
Portador Código do portador padrão dos lançamentos de banco.
Serie Titulo Série utilizada nos registros de geração de títulos no EVEREST.
Série NFC-e / SAT Série utilizada nos registros fiscais  (Notas Emitidas) do EVEREST. Para empresas que utilizam a NFC-e, a série deverá ser:
– NFC (Nota Fiscal do Consumidor) e para empresas que utilizam o SAT, a série deve ser:
– CEF (Cupom Eletrônico Fiscal).
Validar Item por É o “De”; “Para”, entre o código do item do EVEREST e o código do item do PDV. Funciona da seguinte forma:

Item: O código do item apresentado no arquivo deve ser igual ao código de item do Everest.
Código de Barras: O código de item apresentado no arquivo deve estar cadastrado na tabela de códigos de barras do Everest.
Código de Vendas: O código apresentado no arquivo deve estar vinculado ao código do item do EVEREST.

Integrar Financeiro Parâmetros que informam como será gerado o movimento financeiro no EVEREST. Funciona da seguinte forma:
Título/Caixa: o sistema vai gerar os títulos e movimentar o caixa com o valor agrupado das bandeiras (recebimentos), a partir da integração do arquivo. A geração destes movimentos obrigatoriamente passa pela configuração da aba Tipo de Pagamento.
Conciliador: quando essa opção esta marcada, não serão gerados movimentos financeiros de títulos de caixas automaticamente. Os valores do recebimento, vão para o aplicativo CCA.
Layout Arquivos Venda Define qual o layout (PDV), será integrado.
Consumidor Final Toda nota fiscal emitida precisa de um cliente. Para NFC-e e SAT esse cliente é apresentado pelo CPF no documento. Como este campo não tem preenchimento obrigatório,  é necessário definir no EVEREST qual seria o código genérico do código do cliente, quando não for encontrado o CPF na base de clientes do EVEREST.
Natureza Fiscal. É a destinação da venda. Esse campo é obrigatório para lançamento de qualquer documento fiscal (Nota Emitida) no EVEREST.
Dica:
Criar uma natureza fiscal de venda com a descrição VENDA PARA CONSUMIDOR FINAL.
Usuário Usuário responsável pelos lançamentos gerados pela integração de arquivos.
Dica:
Criar um usuário exclusivo para integração, para saber que esse movimento gerado é um processo automático.
ACOM Remoto Sinalizar Parada no Monitor:
Essa opção serve para alertar no Monitor do MLO se o robô de integração instalado na loja do cliente, está em funcionamento. Quando habilitado e o ACOM REMOTO não se comunicar por mais de um dia, significa que o robô não está em funcionamento e a fonte do monitor de MLO ficará em vermelho.

IMPORTANTE: A opção não é obrigatória, mas somente deve ser utilizada se o cliente tem o ACOM REMOTO instalado localmente, diferente disso, não habilitar essa opção.

1.5 CFOP, NFC-e e SAT (MLO > Cadastros > Configuração >CFOP NFC-e)

Essa aba é responsável pelo “De”; “Para” das CFOP’s contidas no XML da NFC-e/SAT com as CFOP’s: Variações, do EVEREST.
Essa tela só é obrigatória para clientes que desejam integrar os seus arquivos fiscais.
IMPORTANTE:
– Ao criar na tela de operações fiscais uma CFOP e Variação, a variação criada deverá ser configurada para não gerar título e não movimentar estoque.

Três CFOP’s são as mais comuns e devem ser configuradas:
-5102
-5405
-5949.
A flag gorjeta deverá ser configurada para a CFOP denominada como gorjeta, que em alguns casos é a 5949.
IMPORTANTE:
– Quando a gorjeta/serviço tiver a mesma CFOP que a venda normal (5102), é necessário criar variações diferentes.

Exemplo: a venda de produtos teria CFOP 5102, variação 1 e a gorjeta CFOP: 5102, variação 2.

 5

1.6 Período de Funcionamento (MLO > Cadastros > Configuração > Período de Funcionamento)

Apresenta qual o horário em que a loja está aberta.
Nessa parte, é possível colocar os horários da loja, com horário de almoço, horário de happy hour, horário de jantar e entre outros. Essa configuração será considerada na geração dos relatórios de Relatórios de Venda,  dos  pratos e produtos mais consumidos e os seus dias e os horários.
IMPORTANTE:
– Nem todos os PDV’s fornecem o horário das comandas no arquivo.
– Ainda não existe a possibilidade de separar esses dados por dias de semana, como por exemplo: aberto de segunda à sexta. Para isso, é preciso cadastrar manualmente no Calendário, os dias em que a casa não for abrir.

6

1.7 Tipo de Movimento x Código de Cancelamento (MLO > Cadastros > Item x Código de Venda)

Essa tela é responsável pela configuração da baixa de estoque para itens cancelados.
Somente devem ser configurados, os códigos de cancelamentos que devem baixar estoque. (Pós-Produção/Perdas)
IMPORTANTE:
– Nem todos os PDV’s fornecem esta informação.

– Códigos de cancelamento não informados nesta tela, serão desconsiderados da integração.

1.8 Tipo de Pagamento (MLO > Cadastros > Configuração > Tipos de Pagamento)

Nesta Aba, serão configuradas as ações que serão realizadas no sistema ao importar os arquivos  recebidos do PDV, independente se o arquivo vem de uma franquia ou não.
Trata-se do famoso “De”; “Para”; onde os dados devem ser combinados entre a bandeira do PDV e as Bandeiras (Cartões de Crédito), do EVEREST.

7

Campo Atribuição
Bandeira Bandeira do PDV para qual estão sendo configuradas as ações para a importação dos valores.
Tipo Pagamento Tipo de operação a ser realizada com a movimentação: movimentação de caixa, geração de título a receber ou conciliação com a VOOO.
Conta Caixa Conta caixa onde serão registrados os lançamentos de movimentações financeiras de lançamentos do tipo caixa.
Cartão de Crédito Cartão de crédito da operação no EVEREST.
Operação Financeira Operação financeira de Inclusão de Títulos a Receber, usada para geração do titulo a receber.
Conta Gerencial Conta gerencial utilizada para esse cartão de crédito ou lançamento do banco.
Conta Centro de Custos Conta de centro de custos utilizado para esse cartão de crédito ou lançamento do banco.
Plano de Caixa Plano gerencial utilizado para os lançamentos financeiros no caixa.
Integrar Movimentos Esse parâmetro foi disponibilizado para desconsiderar a movimentação financeira de alguma bandeira específica.

1.9 – Item x Código de Venda (ADM > Cadastros > Configuração > Item x Código de Venda)

Para Integrar Itens do PDV com Sistema EVEREST:
Na maioria dos casos, o ponto de venda apresenta o código de item diferente do código do item cadastrado no EVEREST.

Alguns clientes tomam a decisão de alterar todo o cadastro dos itens no PDV para utilizar os mesmos Códigos de Itens do EVEREST, porém, para as empresas que utilizam Códigos de Itens do PDV diferentes dos Códigos do EVEREST, é necessário registrar a vinculação do  item do EVEREST com o  item do PDV (SIS/Materiais/Item x Código de Venda). Dessa forma, quando os arquivos de venda dos PDV’s são importados no Sistema EVEREST, a partir dessa vinculação, é possível saber de que item se refere, dentro do EVEREST.

8

1.10 Calendário (SIS > Contabilidade > Configuração Calendário/Contabil)

É o formulário onde é configurado o calendário das  transações dos movimentos das lojas.
O Calendário considerado para a integração dos movimentos das lojas é o Calendário Contábil.
A abertura do calendário poderá ser realizada em um intervalo de meses. Para isso, é preciso selecionar a empresa, o “Mês Inicial”,  “Mês Final”, selecionar a ação”Abrir” e  clicar no botão “Gerar”. Se esse calendário não for gerado, não serão apresentados os arquivos de integração no MLO.
A partir da ação: “Fechar”, é possível fechar o calendário dos dias apresentados no intervalo do  Mês Inicial e Final informados. Os arquivos de integração desses dias não serão apresentados no MLO.

9

1 comment

Comments are closed.